quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Resenha: loção de limpeza facial Cleanser, da S.W. Basics

A proposta anunciada pela empresa norte-americana S.W. Basics na página inicial do site institucional me interessou bastante: “Ingredientes tão bons que só precisamos de cinco deles... ou menos”. Logo em seguida, o site apresenta três pilares: simplicidade (“quanto mais simples a rotina, melhor”), sustentabilidade (“usamos somente ingredientes realmente naturais e que são orgânicosfair trade ou provenientes de agricultura familiar”) e você (pessoas em contraposição à pressão de consumo da indústria da beleza convencional). A marca foi criada em 2011, na cozinha de um apartmento no Brooklyn, por Adina Grigore, nutricionista holística, personal trainer e autora do livro Skin Cleanse: The Simple, All-Natural Program for Clear, Calm, Happy Skin (Nova York: Harper Collins, 2015).

Cleanser, da S.W. Basics
Clique na imagem para ampliar [Foto de Michelle C., Tantas Plantas]

A empresa é cruelty-free, certificada pelo PETA, e todos os cosméticos são veganos, com exceção dos protetores labiais. Quase todos os produtos são certificados orgânicos pelo USDA. As fórmulas não contêm organismos geneticamente modificados (OGMs) e nenhuma das substâncias polêmicas que costumo evitar (a lista completa está no texto “12 ingredientes que devem ser evitados” — comecei com 12 itens, outros foram acrescentados depois).

A marca cresceu bastante desde a sua fundação. Há alguns meses, lançou uma linha chamada DIY Essentials, para clientes que querem preparar os próprios cosméticos. Vale muito a pena acessar o blog http://swbasicsofbk.com/category/blog/ (em inglês) para ver informações, dicas, receitas e opiniões.

O primeiro produto que experimentei da S.W. Basics é o Cleanser (algo como Loção de Limpeza, em português), que uma uma amiga trouxe de presente de uma viagem em dezembro de 2015 (muito obrigada mais uma vez, Helena!). Até o momento, é também o meu artigo favorito da marca, e me despertou um novo olhar sobre esse tipo de item de limpeza facial.

A fórmula é 100% orgânica, certificada pelo USDA, espantosamente minimalista (apenas três ingredientes) e ao mesmo tempo muito eficaz:
Organic rosewater / hidrolato de rosa orgânica, organic vegetble glycerin / glicerina vegetal orgânica, organic tea tree oil / óleo de melaleuca orgânica.
Cleanser é um líquido transparente, sem cor, com um cheiro que para mim é extremamente agradável — adoro o perfume de rosas de verdade e de tudo que é feito com elas, incluindo o hidrolato. Como não sou fã do aroma do óleo essencial de tea tree, fiquei contente ao notar que ele não fica muito destacado nesse produto. Devido à diluição, o Cleanser pode ser usado até por mulheres grávidas, de acordo com a seção de perguntas e respostas da sua página. Cada produto tem uma seção assim no final de sua respectiva página virtual, logo abaixo das avaliações de clientes.

A forma de usar é descomplicada: basta agitar o frasco, passar o produto na pele com um algodão e enxaguar com água morna. Costumo fazer os dois primeiros passos pouco antes de entrar no banho, e enxáguo no chuveiro. O algodão utilizado pode estar em forma de chumaço, de disco ou de tecido; todas essas opções funcionaram bem.

A minha pele é mista (oleosa no nariz e no queixo, normal no resto do rosto, com uma certa tendência ao ressecamento das bochechas nos dias mais frios ou secos) e atópica, e fica limpa e equilibrada com duas aplicações de Cleanser por vez, usando a frente e o verso do algodão. Como sempre fui condicionada a associar higiene com bolhas de sabonete, me espantei ao ver que algo tão fluido e sem espuma possa dar um resultado tão positivo. Segundo a marca, é adequado para peles problemáticas e peles sensíveis. Não contém álcool. Uso na área dos olhos sem problemas.

Além disso, rendeu muito comigo: seis meses de uso diário, usando duas vezes ao dia. Virando o frasco apenas uma vez sobre o algodão, já se obtém uma quantidade que para mim é suficiente, inclusive para remover maquiagem da pele. Só não testei o produto para tirar máscara para cílios, pois não costumo usá-la. De todo modo, a S.W. Basics tem um demaquilante específico para essa finalidade, o Makeup Remover.

Vem num vidro incolor, com tampa preta de metal e rótulos também pretos. O Cleanser em tamanho normal custa US$22,00 e tem 118ml. É possível adquirir uma miniatura de 30ml por US$12,00. Ambos também estão disponíveis em conjuntos. O prazo de validade é de 24 meses, e é recomendado usar essa loção de limpeza facial em até 8 meses após a abertura da embalagem. Eventuais dúvidas são respondidas preferencialmente por email: hello@swbasicsofbk.com.

Embora o site da empresa faça envios para o mundo todo, incluindo o Brasil, a própria marca indica outros revendedores para compras internacionais, até por causa do frete mais em conta. Um deles é a Target, que trabalha com os produtos da S.W. Basics tanto nas lojas físicas quanto na loja online.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

LEIA TAMBÉM:

“Resenha: Sabonete Argila Vermelha e Aloe Vera, da Reserva Folio”
“Resenha: Creme Facial Noturno de Rosas, da Ikove”
“Resenha: óleo corporal Violetta Body Oil e loção de limpeza facial Liquid Clay Cleanser, da Isa’s Restoratives”
“Meu relato sobre dermatite atópica e o uso de produtos naturais com ingredientes orgânicos”
“Por que tanta preocupação com a composição dos cosméticos?”
“Resenha: bálsamo para o corpo e o rosto Healing Bee Balm, da Big Island Bees (Série Havaiana)”

Um comentário:

gabi disse...

Durante algum tempo eu achava que "USDA" era alguma entidade independente e por isso ter seus selos de certificação orgânica rendiam aos produtos credibilidade e segurança. Eis então que descobri que na verdade a USDA não passa do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos - ou o equivalente ao nosso Ministério da Agricultura - e considerando o quanto órgãos governamentais estão sujeitos à corrupção, lobby e interesses políticos, comecei a repensar o quanto eu confio nesse selo em especifico.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...