terça-feira, 28 de outubro de 2014

Resenha: Manteiga de Murumuru, da Ewé

A Manteiga de Murumuru, da marca brasileira Ewé, é uma das melhores manteigas corporais que já usei. De acordo com a descrição da marca, o produto tem diversas ações: cicatrizante, antienvelhecimento, anti-inflamatória, tonificante, emoliente, inseticida e antimicrobiana. Tem me dado ótimos resultados, inclusive na prevenção de manifestações de dermatite atópica, que costumavam aparecer principalmente nas pernas.

Manteiga de Murumuru, da Ewé
Clique na imagem para ampliar [Foto de Michelle C., Tantas Plantas]

A Manteiga de Murumuru é orgânica, 100% natural, artesanal, cruelty-free e não contém ingredientes de origem animal. Sua textura é firme sem ser dura, e se derrete logo ao entrar em contato com a pele. Apresenta o cheiro característico da manteiga de murumuru, que eu acho delicioso, e um aroma suave de litsea cubeba (também conhecida como may chang), uma planta asiática de cujos frutos é extraído um óleo essencial de perfume fresco, que remete ao limão. Na aromaterapia, a litsea cubeba está associada ao controle da hipertensão, de arritmia e da ansiedade, além de ter efeitos tonificante e adstringente na pele oleosa, entre outras propriedades.

O produto é uma pomada de tonalidade clara, amarela, e fica acondicionado num pequeno pote redondo, de vidro transparente, com tampa metálica de rosca. Simples e bem-feita, a embalagem é prática para transportar a manteiga na bolsa e em malas de viagem, e pode ser reutilizada de diversas maneiras quando estiver vazia. O rótulo, um adesivo bem colado na tampa, indica a composição completa, que está copiada a seguir.
Manteiga de murumuru*, extrato de calêndula*, óleos de andiroba*, copaíba* e Litsea cubeba.
* Ingredientes orgânicos.
Manteiga de Murumuru é rapidamente absorvida e protege a pele sem deixá-la engordurada. É indicada para recuperar a pele queimada pelo sol e irritada após a depilação, e realmente traz conforto nessas situações. É ideal para ombros, cotovelos, joelhos, calcanhares, unhas, cutículas e outras áreas do corpo com tendência ao ressecamento.

Em massagens, facilita os movimentos e fornece uma fragrância delicadamente cítrica e envolvente. Convém lembrar que gostar ou não de qualquer tipo de cheiro é uma questão muito pessoal.

A Manteiga de Murumuru está custando R$26,65 e vem com 30g. Seu prazo de validade é de 12 meses. O pote pode parecer pequeno à primeira vista, mas na verdade dura bastante, pois é cheio até a borda e o produto tem um bom rendimento.

A Ewé foi fundada em 2013, em Salvador, por Mona Soares, uma profissional formada em Farmácia que sempre teve interesse em cosmética e medicina naturais. O nome “Ewé” significa “folha” em iorubá. A marca oferece sabonetes, manteigas emolientes, óleos faciais e corporais, perfumes, águas florais, xampus, condicionadores, pomadas capilares, argilas e outros itens preparados artesanalmente.

Utiliza ingredientes especiais, minimamente processados e muitas vezes raros, como: manteigas de bacuri, cupuaçu, murumuru e karité; óleos de licuri, andiroba, pracaxi, dendê, jojoba, rosa mosqueta e argan; favas de baunilha; extratos de juá, mutamba, calêndula e jaborandi; resinas de copaíba, benjoim e elemi; óleos essenciais de rosa, mirra, sangue-de-dragão, pau-rosa, canela, laranja, massoia e sândalo.

Não são usados corantes artificiais, conservantes agressivos, perfumes sintéticos, entre outras substâncias polêmicas que prefiro evitar. As matérias-primas são escolhidas cuidadosamente e, sempre que possível, são usadas gorduras vegetais extraídas a frio e de cultivo orgânico. Não são feitos testes em animais.

O trabalho desenvolvido por Mona Soares é extremamente autoral e instigante, embasado por muito estudo, talento e ação. Seus produtos de cuidado pessoal e beleza trazem doses extras de aromas, texturas, cores e tradições amazônicas, sertanejas, egípcias e de outras regiões da África ao meu cotidiano aqui no Rio de Janeiro, esta cidade que já é tão plural. Mais do que artigos naturais e artesanais que cumprem o que está prometido na loja virtual, são canais de ampliação sensorial e mergulhos em outras culturas. E desempenham também funções de afirmação e divulgação de uma identidade genuinamente afro-brasileira.

Além da marca Ewé, Mona Soares escreve o blog Herbalismo e Alquimia (http://www.ewealquimias.com.br/). Claro e repleto de informações, o blog é ilustrado por belas fotos e traz a perspectiva de quem de fato elabora cosméticos naturais e possui formação específica nessa área.

Ela também oferece cursos presenciais de saboaria e de cosmetologia natural. Ocorrem periodicamente em Salvador, e podem ser realizadas em outras cidades, inclusive fora da Bahia. A página da Ewé no Facebook avisa tanto sobre os lançamentos quanto sobre os cursos.

As criações da Ewé podem ser encontradas em feiras e bazares, além da loja online, que fica no endereço http://www.ewealquimias.com.br/ e entrega no Brasil todo pelo correio. A navegação é descomplicada, as fotos são lindas e as descrições dão detalhes e listas de ingredientes. Já fiz uma porção de compras dessa marca, e os itens sempre chegaram cuidadosamente embalados. Quem mora em Salvador pode receber sua encomenda em casa, mediante uma taxa de entrega fixa.

Se o pagamento for feito por depósito ou transferência bancária, há uma redução nos preços. O desconto é maior nas mercadorias com menor custo de produção. Nesse caso, em vez de comprar pela loja virtual, é preciso enviar a lista de produtos escolhidos para o email ewealquimias@gmail.com.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

LEIA TAMBÉM:

“12 ingredientes que devem ser evitados”
“Resenha: Condicionador de Castanha, da Ewé”
“Resenha: Água Cheirosa Abebé, da Ewé”
“Resenha: Sabonete de Calêndula, da Ewé”
“Resenha: Sabonete de Massoia, da Ewé”
“Resenha: manteiga nutritiva para mãos e rosto Vanilla Butter, da Phoenix Botanicals”
“Meu relato sobre dermatite atópica e o uso de produtos naturais com ingredientes orgânicos”

6 comentários:

Valéria Soares disse...

Adoro suas resenhas, Michele! Aliás, adoro seu blog! :D

Fernanda Bickle disse...

Eu fico bastante feliz quando vejo marcas artesanais brasileira, to esperando as gatas começarem uma de maquiagem e ai minha felicidade vai esta completa haha
A ewg só recebe ótimos elogios, estou com um interesse enorme de comprar coisinhas

Bats in Boots

Michelle C. disse...

Obrigada, Valéria Soares! :D

Michelle C. disse...

Também queria muito que alguma marca artesanal brasileira fizesse maquiagem, Fernanda Bickle! A Ewé é mesmo especial, várias coisas interessantes e ótimas :)

Lola Haus disse...

Michelle sua linda,
Maluca pelos produtos da Mona, fico aqui babando de tanta vontade de usar, uma pena que o frete para a Alemanha seja mais caro que os produtos né.
Amei a resenha, fiquei aqui "babando" mais ainda. risos
Um beijo
Lola

Michelle C. disse...

Um beijo, Lola!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...