terça-feira, 24 de março de 2015

Bruxismo e massagem com os bálsamos Mugwort Balm e Sweet Birch Balm, da Phoenix Botanicals

Adormeço com facilidade e meu sono é ininterrupto, mas ao mesmo tempo tenho bruxismo. Como nunca sinto dor de cabeça (um dos sinais mais comuns), só vim a saber dessa disfunção quando me casei e o meu então marido percebeu que eventualmente eu rangia os dentes enquanto dormia. Logo procurei uma periodontista, que me providenciou uma placa miorrelaxante — também chamada de placa interoclusal, entre outros nomes. A minha é um aparelho de acrílico, moldado de forma a cobrir toda a arcada dentária superior. Essa placa evita o desgaste dos dentes, minimiza o ruído causado pelo atrito, alivia as articulações temporomandibulares (ATM) e, em alguns casos, induz o relaxamento da musculatura dessa região. Também adotei medidas para reduzir o estresse em geral, mas sempre deixei de lado uma sugestão simples e que eu já havia recebido várias vezes: fazer automassagem no rosto com regularidade.

Mugwort Balm e Sweet Birch Balm, da Phoenix Botanicals
Clique na imagem para ampliar [Foto de Michelle C., Tantas Plantas]

Quando uma pessoa muito próxima e que também tem bruxismo me ensinou uma série de movimentos, passei a me interessar mais por esse tipo de massagem. Tenho me dedicado a fazê-la praticamente todas as noites ultimamente. A massagem é executada com as pontas dos dedos, e pode ser realizada sem qualquer acessório, mas após uma porção de testes vi que a melhor forma de todas, para mim, inclui o bálsamo Mugwort Balm (Bálsamo de Artemísia), da marca artesanal norte-americana Phoenix Botanicals.

Esse bálsamo é preparado com folhas de artemísia colhidas em seu ambiente natural e posteriormente maceradas em óleos vegetais orgânicos. A infusão pronta é acrescida de manteiga de karité orgânica e cera de abelha proveniente de pequenos fornececedores locais, resultando numa pomada terapêutica. Vem numa latinha de metal prateado com 4cm de diâmetro, 1,5cm de altura e aproximadamente 15g de produto, perfeita para levar na bolsa e em viagens. O prazo de validade é de um ano, ótimo em se tratando de um item que não contém conservantes e qualquer tipo de substância sintética em sua composição. Cada latinha custa US$7,00 e chega dentro de um pequeno saco de algodão cru, que pode servir como embrulho para presente e saquinho reutilizável de chá.

A artemísia é empregada na moxaterapia, uma técnica da medicina tradicional chinesa. A planta é indicada pela Phoenix Botanicals por suas propriedades aromáticas, suavizantes, levemente aquecedoras, anti-inflamatórias e analgésicas, além de sua atuação sobre os sonhos e a intuição. Um novo lote está previsto para o início do verão (do calendário do Hemisfério Norte), época em que os arbustos de artemísia estarão prontos para a colheita.

A textura do Mugwort Balm é densa na medida certa para uma massagem profunda nas laterais da face, e sua cor verde convida à contemplação. O cheiro da cera de abelha se mistura ao perfume natural da artemísia e forma um aroma misterioso e inspirador. Promove uma verdadeira sensação de relaxamento; deixa a pele acetinada e nada engordurada. Como eu não vinha apresentando problemas relacionados a sonhos e intuição, a influência do produto nesses aspectos tem sido mais difícil de observar; de todo modo notei que a massagem com esse bálsamo realmente me faz descansar mais.

Para evitar o uso prolongado e contínuo do Mugwort Balm — uma precaução a ser considerada em qualquer tipo de tratamento, seja alopático ou alternativo —, estou fazendo pequenos intervalos periodicamente, nos quais o substituo pelo bálsamo Sweet Birch Balm (Bálsamo de Bétula), também da Phoenix Botanicals.

Sweet Birch Balm é bem parecido com o Mugwort Balm, em termos de elaboração, consistência, efeito e acabamento. O preço e a embalagem são os mesmos. A cor é puxada para o amarelo e o aroma é diferente, mais sutil. O rótulo do Sweet Birch Balm destaca sua ação refrescante, hidratante e anti-inflamatória. Os ramos dessa planta contêm um composto semelhante ao ácido salicílico. A colheita da bétula é feita no inverno do Hemisfério Norte.

Ambos também são adequados para unhas, cutículas, mãos e lábios, e para massagens em áreas pouco extensas, como a nuca e os ombros. Não possuem um sabor perceptível. As listas completas de ingredientes dos dois bálsamos estão copiadas e traduzidas abaixo.
Mugwort Balmmugwort (Artemisia vulgaris) / artemísia, organic olive oil / óleo de oliva orgânica, organic shea butter / manteiga de karité orgânica, beeswax / cera de abelha, organic jojoba oil / óleo de jojoba orgânica.
Sweet Birch Balmsweet birch (Betula lenta) / bétula, organic olive oil / óleo de oliva orgânica, organic shea butter / manteiga de karité orgânica, beeswax / cera de abelha, organic jojoba oil / óleo de jojoba orgânica.
Esse relato diz respeito a produtos que funcionaram bem no meu caso específico e não deve ser usado em generalizações. Cada pessoa tem seu conjunto único de características, particularidades e preferências. Plantas medicinais podem apresentar algumas contraindicações e interações adversas. Grávidas e mulheres que estejam amamentando, além de qualquer pessoa que precise ter maior atenção com a saúde, devem tomar mais cuidado ao utilizá-las. Convém confirmar suas escolhas com um(a) médico(a) que seja bem-informado(a) sobre fitoterapia.

Quem acompanha o blog há um bom tempo provavelmente já leu outras resenhas sobre a Phoenix Botanicals aqui no Tantas Plantas, pois faço compras nessa empresa desde 2011. Aprecio muito a qualidade dos ingredientes, o conceito da marca, a simpatia e a agilidade do atendimento, os preços acessíveis, a segurança dos envios, a regularidade das reposições, e a dedicação, o conhecimento e o foco em sustentabilidade da Irina Adam, uma profissional com sólida formação e longa prática em herbalismo e pesquisa etnobotânica.

Irina fundou a empresa em 2005, e seus produtos fitoterápicos e perfumes botânicos são vendidos em lojas físicas de determinadas cidades dos Estados Unidos, como Nova York (é ali que o ateliê da Phoenix Botanicals está localizado, mais precisamente no Brooklyn), além da loja virtual própria https://www.etsy.com/shop/PhoenixBotanicals, que faz entregas pelo correio para vários países, inclusive o Brasil. Seu email é phoenixbotanicals@gmail.com.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

LEIA TAMBÉM:

“Resenha: Wild Rose Balm, da Phoenix Botanicals”
“Resenha: manteiga nutritiva para mãos e rosto Vanilla Butter, da Phoenix Botanicals”
“Resenha: perfume botânico Bonfire Rose, da Phoenix Botanicals”
“Resenha: Badger Night-Night Balm, para crianças”
“Tratamento podológico e produtos naturais e orgânicos para os pés e as pernas”

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...